Mais Liberdade
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Instagram
  • Linkedin

2022-04-25

Por +Factos

A PIDE - Polícia Internacional de Defesa do Estado, perseguiu e condenou milhares de pessoas por alegadas "ofensas" ao Estado (Novo)

Durante a ditadura do Estado Novo, milhares de portugueses foram perseguidos e presos por ousarem opor-se ao regime vigente.

Muitos deles nunca tiveram direito a julgamento nem foram indiciados por qualquer crime específico. Para muitos destes homens e mulheres, condenados a intermináveis períodos de prisão, tentar fugir era a única forma de reconquistar a liberdade e retomar a luta no exterior por um país mais livre.

A Polícia de Vigilância e Defesa do Estado (PVDE) foi criada em 1933, tendo como principal objetivo a prevenção e proteção dos crimes contra a segurança do Estado. Desta forma, esta polícia tinha os poderes para reprimir todas as formas de oposição ao regime político do Estado Novo. Acumulava ainda as funções de vigilância das fronteiras, controlo de estrangeiros e fiscalização da emigração. Em 1945, a PVDE foi substituída pela Polícia Internacional e de Defesa do Estado (PIDE), mas a sua actuação e os seus poderes mantiveram-se semelhantes. Em 1969, extinguiu-se a PIDE, nascendo a Direção Geral de Segurança (DGS). Apesar desta refundação, os serviços continuariam a ser conhecidos pela junção das duas siglas: PIDE/DGS.

 

Instituto +Liberdade

Em defesa da democracia-liberal.

  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Instagram
  • Linkedin

info@maisliberdade.pt

© Copyright 2021 Instituto Mais Liberdade - Todos os direitos reservados

Este website utiliza cookies no seu funcionamento

Estas incluem cookies essenciais ao funcionamento do site, bem como outras que são usadas para finalidades estatísticas anónimas.
Pode escolher que categorias pretende permitir.

Este website utiliza cookies no seu funcionamento

Estas incluem cookies essenciais ao funcionamento do site, bem como outras que são usadas para finalidades estatísticas anónimas.
Pode escolher que categorias pretende permitir.

Your cookie preferences have been saved.