Mais Liberdade
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Instagram
  • Linkedin

2022-08-20

Por +Factos

Água não facturada em Portugal | perdas de água por município

Com mais de metade do país em seca severa (55% do país), são inúmeros os municípios que têm tentado consciencializar os seus habitantes para a redução do consumo de água e são também vários os municípios que têm aplicado restrições ao uso de água, nomeadamente a proibição de rega de hortas, jardins e parques, bem como a lavagem de automóveis e passeios.

Apesar de ser cada vez mais importante sensibilizar as populações para a poupança de água, é também importante garantir que se desperdiça o mínimo possível do recurso durante a sua captação, tratamento, armazenamento e distribuição. No entanto, actualmente, grande parte das entidades gestoras de água nos municípios nacionais apresentam taxas muito elevadas de água não facturada, que são originadas maioritariamente por desperdícios avultados de água (as Câmaras Municipais são a entidade gestora na esmagadora maioria dos concelhos portugueses).

A Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR), classifica o serviço em três categorias consoante a percentagem de água não facturada: boa qualidade de serviço nos municípios com percentagem de água não facturada inferior a 20%; mediana qualidade de serviço nos municípios com percentagem de água não facturada inferior a 30% e superior a 20%; e insatisfatória qualidade de serviço nos municípios com percentagem de água não facturada superior a 30%. Em 2020 a esmagadora maioria dos municípios portugueses estavam classificados na última categoria, sendo a situação especialmente grave em Vila Nova de Cerveira (82,4% de água não facturada), Macedo de Cavaleiros (77,0%) e Estremoz (74,1%). Importa referir que uma boa parte dos municípios com maior fatia de água não faturada, por parte das entidades gestoras, são concelhos onde foram reportadas situações graves no que toca ao abastecimento de água durante este verão.

Uma das principais causas do elevado desperdício de água nos serviços de abastecimento, que se verifica em Portugal, está relacionada com a reduzida manutenção e reabilitação de condutas de água. Entre 2016 e 2020, o nível de reabilitação de condutas tem sido sistematicamente insatisfatório, com apenas 0,2% das condutas reabilitadas anualmente no serviço em alta e 0,6% no serviço em baixa.

Instituto +Liberdade

Em defesa da democracia-liberal.

  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube
  • Instagram
  • Linkedin

info@maisliberdade.pt

© Copyright 2021 Instituto Mais Liberdade - Todos os direitos reservados

Este website utiliza cookies no seu funcionamento

Estas incluem cookies essenciais ao funcionamento do site, bem como outras que são usadas para finalidades estatísticas anónimas.
Pode escolher que categorias pretende permitir.

Este website utiliza cookies no seu funcionamento

Estas incluem cookies essenciais ao funcionamento do site, bem como outras que são usadas para finalidades estatísticas anónimas.
Pode escolher que categorias pretende permitir.

Your cookie preferences have been saved.